Reuters logo
ACÇÕES PORTUGAL-Galp e JM impedem PSI20 de acompanhar subidas na Europa
March 14, 2012 / 2:22 PM / 6 years ago

ACÇÕES PORTUGAL-Galp e JM impedem PSI20 de acompanhar subidas na Europa

LISBOA, 14 Mar (Reuters) - As quedas dos ‘pesos pesados’ Galp Energia e Jerónimo Martins impedem a bolsa portuguesa de acompanhar as subidas das praças europeias, suportadas nos bons resultados dos ‘stress tests’ à banca nos EUA, disseram traders.

* As bolsas do Velho Continente estão a ganhar entre 0,74 pct e 1,32 pct, com a banca a destacar-se pela positiva, na sequência da notícia de que 15 dos 19 bancos analisados nos testes de ‘stress’ realizados pela Reserva Federal dos EUA (Fed) tiveram notas elevadas.

Este teste à solidez dos rácios de capital da banca dos EUA reforçou o optimismo sobre a situação do sistema bancário, com o índice DJ Stoxx para o sector na Europa a subir 2,07 pct.

“Os testes de stress nos EUA revelam que o pior já passou para o sistema financeiro norte-americano e muitos bancos podem agora oferecer um dividendo decente e dar retorno aos seus accionistas”, disse Darren Sinden, ‘sales trader’ sénior da Silverwind Securities.

* Os mercados continuam também a beneficiar dos sólidos indicadores macroeconómicos divulgados ontem na Alemanha e nos EUA, bem como no maior optimismo do presidente da Fed sobre o andamento da economia global.

* O ZEW -- índice germânico de confiança dos investidores e analistas -- atingiu, em Março, o nível mais elevado desde Junho de 2010, em 22,3 pontos, enquanto as vendas a retalho nos EUA atingiram em Fevereiro o valor mais elevado dos últimos cinco meses, a subir 1,1 pct, sobretudo devido ao crescimento das vendas de automóveis.

* A moeda única europeia mantém a tendência de ligeira descida face ao dólar, a perder 0,17 pct para 1,3051 dólares.

* Em Portugal, o índice de referência PSI20 cai 0,29 pct para 5.643,44 pontos, com 12 títulos em alta, seis em queda e dois estáveis.

* Os analistas técnicos do BPI apontam o próximo suporte do PSI20 nos 5.604 pontos e aconselham uma postura compradora aos investidores, explicando que “estão a surgir oportunidades de compra nos actuais níveis”.

* Negociaram-se 61,3 milhões de títulos, ou 41,4 milhões de euros (ME), na NYSE Euronext Lisbon.

“A bolsa de Lisboa está em contraciclo com o resto da Europa, essencialmente devido às descidas da Galp e da Jerónimo Martins, duas cotadas que têm grande peso no PSI20”, disse Luís Ribeiro, trader do Banif Investimento.

* A Galp está a desvalorizar 1,79 pct para 13,48 euros, devido ao ‘downgrade’ da recomendação dos analistas do Goldman Sachs, que passou de “Comprar” para “Neutral”, defendeu.

Ontem, a Galp registou uma subida de quase 2 pct, a beneficiar do facto do Bank of America-Merril Lynch (BofA-ML) ter adicionado a Galp à sua lista de ‘oils’ favoritas e à notícia, avançada pela Reuters, de que a ‘oil’ angolana Sonangol pretende comprar metade da participação de 33 pct detida pela italiana Eni na Galp.

* Por sua vez, a retalhista Jerónimo Martins cede 0,76 pct para 12,28 euros, pressionada pela tomada de mais-valias, disse o mesmo trader.

* Também em queda, a REN-Redes Energéticas Nacionais desliza 0,62 pct para 2,226 euros, tal como a EDP Renováveis, que perde 0,28 pct para 3,954 euros.

* A travar uma descida maior do índice nacional está a EDP-Energias de Portugal ganha 0,99 pct para 2,252 euros por acção, enquanto os títulos da banca acompanham a valorização do sector na Europa, embora com subida bastante mais modestas que a da sessão de terça-feira.

O Millennium bcp ganha 0,62 pct para 0,162 euros, o Banco Espírito Santo (BES) valoriza 0,34 pct para 1,485 euros e o BPI sobe 0,38 pct para 0,531 euros.

* A Sonae -- que segue estável nos para 0,455 euros -- anunciou, esta manhã, que o seu lucro líquido atribuível aos accionistas teve uma queda homóloga de 38 pct em 2011 para 103 ME, penalizado pela contracção do consumo no mercado ibérico e pelo agravamento das condições de financiamento.

* Após o fecho de bolsa, serão conhecidos os resultados da Mota-Engil, da Inapa e da Impresa.

A média de estimativas de quatro analistas prevê uma queda homóloga de 16 pct no lucro líquido da maior construtora nacional Mota-Engil em 2011, devido à subida dos custos financeiros e apesar da boa performance operacional.

* No mercado secundário de dívida soberana, as taxas de juro das Obrigações do Tesouro (OT) a dez anos em Itália seguem em queda ligeira, de 4,9 pct para 4,851 pct. Por sua vez, as taxas das OT espanholas a 10 anos estão a cair para 5,16 pct, de 5,2 pct.

Em tendência contrária, a congénere portuguesa sobe para 13,97 pct de 13,91 pct ontem, devido aos receios de que Portugal seja o próximo país periférico a reestruturar a sua dívida, a seguir à Grécia.

* Do outro lado do Atlântico, os índices Dow Jones e Nasdaq sobem 0,3 pct.

* Os preços do petróleo seguem em queda nos mercados internacionais, face à valorização do dólar. O contrato do Brent para entrega em Abril recua 0,01 pct para 126,20 dólares o barril e o do Nymex cai 0,11 pct para 106,58 dólares por barril.

Por Filipe Alves; Editado por Patrícia Vicente Rua

Our Standards:The Thomson Reuters Trust Principles.
0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below